12
May

Crónicas de Viagem: " 28 days in Asia"

dia 1 - Tailândia - Banguecoque


Na Terra dos Sorrisos: A cidade dos Anjos

Um manto de nuvens carregava o céu e dava, de certo modo, um  ar sombrio e tristonho à cidade dos anjos. O ar quente, e a elevada humidade que se faziam sentir,eram denunciadores de um clima tropical, próprio de um local que se situa apenas a 14º a norte da linha do Equador.
Banguecoque. Um dia, nos primórdios do mês de Março... Sincronizo o relógio de acordo com as horas aqui estabelecidas.. Penso, como seria bom poder controlar o tempo de um modo tão simples, como o estava a fazer, naquele momento, à medida que o Taxi cor-de-rosa avançava calmamente no trânsito caótico da cidade, sob as mãos de um condutor absorto nos seus pensamentos e pouco interessado em qualquer tipo de comunicação.

Depois de ter rodado o ponteiro das horas 7 vezes, o carro parece não ter avançado com a mesma facilidade. Continuávamos sobre a ponte do rio Chao Praya, e à volta podia-se observar a zona moderna, o coração económico da cidade com os seus famosos arranha-céus, zona comercial, hotéis de luxo e afins.
Mas o destino era outro: A zona "low cost", o cantinho mais "freak" de Banguecoque e arredores, a tal da Kao San Road, o santo graal dos backpackers sedentos de aventura. De facto, comprovou-se isso e muito mais. A razão da escolha do local prendeu-se sobretudo a motivos de ordem económica, afinal haviam mais 20 e tal dias pela frente.


Não defraudou as expectativas, mas longe de pintar o cenário apenas com elogios fantásticos e maravilhosos. A primeira impressão nem foi tão boa - o cheiro oriundo das bancas de comida, espalhadas por todo o lado, à mistura com os poluentes que circulavam pelo ar abafado.. foi um verdadeiro soco no estômago. Interessante como a mente deu uma reviravolta e começou a negar a experiência de estar ali - tudo parecia absurdamente estranho, mas não no bom sentido. Achei que os tailandeses tinham um olhar profundamente apático e indiferente, |aquele olhar vazio a que estamos tão habituados|, fruto, talvez, de uma vida de trabalho stressante e rotinas extremamente mecanizadas. Não sei, mas estando na Terra dos Sorrisos, esperava encontrar um espírito mais aberto, menos desconfiado, e sobretudo, mais "amigável".. talvez seja aquela "arrogância" de quem chega - a de acharmos que tudo deveria ser como imaginamos.

Mas a Khao San, revelou-se um local bastante agradável. Curioso observar como tanta gente, de todas as idades, estilos, e nacionalidades se juntam num espaço e o transformam numa das principais atracções de uma cidade tão vasta, como é Banguecoque. E e o mais interessante é porque não é por nenhum motivo especial, pois trata-se apenas de um espaço de diversão, de convívio, onde as pessoas mostram interesse em comunicar umas com as outras, onde, talvez, as barreiras das nacionalidades se desvaneçam e o preconceito se camufla dando lugar a um ambiente de  "amena cavaqueira" onde há sempre quem conte um conto e acrescente mais um ponto:)

continua

____ Próximo: Banguecoque: "Yin/Yang" ____

.................................................................................................................................................................................

DICAS

Como Chegar:

  • Várias companhias Europeias (Lufthansa, British airways, Swiss airways) voam até Banguecoque. Não há voo directo a partir de Portugal, pelo que se terá sempre de fazer escala numa cidade europeia. Companhias do médio oriente, como a Qatar,  também costumam oferecer tarifas atractivas embora obrigue sempre a uma escala extra. Procure com alguma antecedência para conseguir um preço mais em conta.

Do aeroporto até ao centro:

  • O aeroporto internacional de Suvarnabhumi fica a cerca de 30 km do centro de Banguecoque. Para se deslocar pode optar pelo skytrain (se tiver ligação à sua zona de hospedagem), os autocarros expresso por cerca de 150 THB (3,60 €) (A linha 1 do Airport Express vai para Silom, a linha 2 para Khao San , a linha 3 para a Central World via Sukhumvit e a linha 4 para a estação ferroviária central Hua Lamphong, pela Victory Monument), ou de taxi , por cerca de 300/400 THB (7/8€) + portagens.

Onde dormir:

  • Na Khao San Road é onde se encontram alojamentos mais baratos. Há inúmeras Guesthouses simpáticas e confortáveis onde se pode dormir por valores que rondam entre os 5 e os 30 euros; Há bastantes opcções de alojamento económico com várias sub-categorias dentro da clasisificação "budget". Tem a vantagem de se situar perto das grandes atracções turisticas (Templos/ Grand Palace) e ter uma boa acessibilidade ao Express River Boat. Consulte aqui as reviews dos vários hoteis situados em Khao San.

Refeições:

  • Os preços das refeições são geralmente baixos, variando claro, de sítio para sitio. Nas bancas de rua pode-se fazer uma refeição por cerca de 1 euro ( 40 THB Bahts). A variedade é muita, desde as iguarias tradicionais como o Pad thai (noodles, camarão, tofu, legumes, ovo) as deliciosas sopas Tom Kha gai ou os famosos insectos fritos, até à fast-food internacional.

Como se deslocar:

  • Taxi, limpos e com ac, são uma boa alternativa para se deslocar na cidade. Verifique sempre o taxímetro
  • Tuk-Tuk, são uma forma prática e económica de transporte, tendo a vantagem de se poderem esgueirar dos engarrafamentos de trânsito mais facilmente que os táxis ou autocarros.
  • Autocarros urbanos, apesar de serem os mais ecómicos são também a opção menos apelativa devido ao calor e ao congestionamento do trânsito.
  • Sky train ("metro aéreo") (consultar a zona da cidade abrangida pela rede)
  • Express River Boat, ou barco-táxi, tem um linha turística que pára nas principais atrações históricas. (pode comprar-se um day river pass que custa por volta de 100THB (2,5 €) que pode usar desde as 9h30 até às 15h.



 ver






Actualizado em Domingo, 12 Maio 2013 22:39
 

U
m homem precisa viajar! Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser.Amyr Klink





Sabia que

Air Europa verão

A companhia AirEuropa, pertencente ao grupo Globalia, já anunciou as suas rotas...

Continuar...

SleepBox no aeroporto de...

SleepBox, a cabine para dormir, já está disponível no aeroporto de Moscovo A...

Continuar...

Mundo Abreu 2015

 Mundo Abreu - Feira de viagens 2015 A feira de viagens da agência...

Continuar...

Vídeo em Destaque

Aldeia de Chong Khneas - Cambodja

O Mundo em Destaque

»Unicef Portugal

siria

UNICEF lança apelo urgente para as crinças Sírias

ler»»

»» Siga-nos